Recursos e Tecnologia Recursos e Tecnologia

[English] [Ελληνικά]

Neste eixo, enfocamos recursos e tecnologia digitais no ensino e na aprendizagem de matemática. Especificamente, criamos Tarefas que convidam os professores para refletirem e discutirem situações de sala de aula nas quais professores e estudantes usam softwares educacionais (por exemplo, Geometria Dinâmica, Sistemas de Álgebra de Computador, etc.), bem como recursos on-line e outros recursos (por exemplo, mecanismos de busca, e-books, livros didáticos, papel e lápis, etc.) para introduzir um tópico matemático ou para resolver um problema. Essas Tarefas discutem uma série de maneiras de abordar a matemática – visualmente, simbolicamente ou por escrito – e possíveis conexões entre essas diferentes maneiras. Elas também visam a abordar questões como potencialidades e limitações das tecnologias digitais e conflitos entre diferentes formas de comunicação matemática. O design dessas Tarefas se baseia na literatura de pesquisa, bem como na prática de ensino. Recentemente, as Tarefas também tem sido inspiradas pelas observações de sala de aula conduzidas no âmbito da pesquisa de doutorado em andamento da integrante da equipe Lina Kayali.

 

Criação de coelhos [pdf]

Graus e Radianos [pdf]

Transformação Gráfica [pdf]

 

 

 

 

Publicações mais recentes Publicações mais recentes

Kayali, L., & Biza, I. (2018). Micro-evolution of documentational work in the teaching of the volume of revolution. PME42, Vol. 3, pp. 195-202.

Nardi, E., Healy, L., Biza, I., & Fernandes, S.H.A.A. (2018). ‘Feeling’ the mathematics of disabled learners: Supporting teachers towards attuning and resignifying in inclusive mathematics classrooms. In R. Hunter, M. Civil, B. Herbel-Eisenmann, N. Planas, & D. Wagner (Eds.), Mathematical discourse that breaks barriers and creates space for marginalized learners, (pp. 147-170). SENSE Publications.

Biza, I., Nardi, E., & Zachariades, T. (2018). Competences of mathematics teachers in diagnosing teaching situations and offering feedback to students: Specificity, consistency and reification of pedagogical and mathematical discourses. In T. Leuders, J. Leuders, & K. Philipp (Eds.), Diagnostic Competence of Mathematics Teachers. Unpacking a complex construct in teacher education and teacher practice, (pp. 55-78). New York: Springer.

Biza, Irene (2017) “Points”, “slopes” and “derivatives”: Substantiations of narratives about tangent line in university mathematics students’ discourses. CERME (pp. 1993-2000).

Kayali, L., & Biza, I. (2017). “One of the beauties of Autograph is … that you don’t really have to think”: Integration of resources in mathematics teaching. CERME, (pp. 2405-2413).

TWITTER TWITTER