Mathtask Mathtask

                                                                                [English] [Ελληνικά]

O projeto MathTASK é um programa de investigação e desenvolvimento colaborativo desde 2005 sobre os conhecimentos e crenças dos professores do secundário de matemática e a transformação desses conhecimentos e crenças na prática pedagógica. Ele tem quatro vertentes: (1) pensamento matemático (por exemplo, práticas pedagógicas e didáticas em relação ao ensinamento de certos tópicos matemáticos); (2) gestão da sala de aula e a aprendizagem matemática (por exemplo, a interferência da gestão da sala de aula com a aprendizagem da matemática); (3) CAPTeaM: a deficiência e a inclusão na sala de aula de matemática (por exemplo, estratégias de alunos surdos e cegos ao lidarem com problemas matemáticos); e (4) vertentes emergentes (por exemplo, o meta-uso de tarefas e desenvolvimento das tarefas. A nossa investigação pressupõem que o conhecimento do professor é melhor explorado e desenvolvido em contextos de situação específica. Para este objetivo projetamos tarefas de situação-específica e depois utilizamos elas para fins de investigação e de ensino. O MathTASK é um projeto do grupo RME.

[Mais informações]

Publicações mais recentes Publicações mais recentes

Nardi, E., Healy, L., Biza, I., & Fernandes, S.H.A.A. (in press). ‘Feeling’ the mathematics of disabled learners: Supporting teachers towards attuning and resignifying in inclusive mathematics classrooms. In R. Hunter, M. Civil, B. Herbel-Eisenmann, N. Planas, & D. Wagner (Eds.), Mathematical discourse that breaks barriers and creates space for marginalized learners, (pp. tbc). SENSE Publications.

Biza, I., Nardi, E., & Zachariades, T. (2017, in press). Competences of mathematics teachers in diagnosing teaching situations and offering feedback to students: Specificity, consistency and reification of pedagogical and mathematical discourses. In T. Leuders, J. Leuders, & K. Philipp (Eds.), Diagnostic Competence of Mathematics Teachers. Unpacking a complex construct in teacher education and teacher practice(pp. tbc). New York: Springer.

Kayali, L., & Biza, I. (in press). “One of the beauties of Autograph is … that you don’t really have to think”: Integration of resources in mathematics teaching. In Editors tbc (Eds.). CERME (pp. tbc).

Biza, I., Nardi, E., Thoma, A., Kayali, L., Cook, T., Hughes, E., Wolsey, R., Joel, G., & Jagdev, M. (2016). Working atmosphere in the secondary mathematics classroom: When things do not work according to the lesson plan. BSRLM 36(2), 7-12.

Nardi, E., Healy, L., Biza, I., & Hassan Ahmad Ali Fernandes, S. (2016). Challenging ableist perspectives on the teaching of mathematics through situation-specific tasks. In Csíkos, C., Rausch, A., & Szitányi, J. (Eds.). PME (Vol. 3, pp. 347-354). 

Biza, I., Nardi, E., & Joel, G. (2015). Balancing classroom management with mathematical learning: Using practice-based task design in mathematics teacher education.  MTED, 17(2), 182-198

Biza, I., Joel, G., & Nardi, E. (2015). Transforming trainees’ aspirational thinking into solid practice. MT, 246, 36-40

Twitter Twitter